DESTINOS EM SÃO PAULO IMPERDÍVEIS DE SEREM VISITADOS

Nesta matéria abordaremos alguns destinos do Estado de São Paulo com atrações turísticas que valem uma visita para se deslumbrarem com as inúmeras atrações que as cidades proporcionam:

 

Bondinho turístico, atração de Campos do Jordão

Bondinho turístico, atração de Campos do Jordão

 

ATIBAIA – ECOTURISMO, MORANGO E FLORES – A cidade é marcada pela exuberância de suas belezas naturais, entre elas o complexo Natural Monumento Estadual da Pedra Grande e o Parque Grota Funda, constituído por uma formação da Mata Atlântica de raríssima beleza cênica, trilhas interpretativas para ecoturismo, educação ambiental, vôo livre e mirante com vista para 7 cidades. O Parque Municipal Edmundo Zanoni abriga o salão do artesão, o Museu de História Natural, playground, jardim japonês e lago com pedalinho. Entrecortado por bosques e flores, é também o local da realização da famosa Festa de Flores e Morangos. Atibaia está distante 67 km de São Paulo e o acesso é pela Rodovia Fernão Dias (BR-381

BARRA BONITA – PASSEIOS DE BARCO, TIETÊ LIMPO – Banhada por um Rio Tietê praticamente limpo, Barra Bonita tem como principal atração a eclusa, a primeira da América do Sul, construída para transpor a barragem de 26 metros da hidrelétrica que leva o nome da cidade. Os turistas podem Mais >

PERUÍBE SEDIOU A REUNIÃO DA ABRAJET NACIONAL

A Primeira Reunião Semestral do Conselho Nacional da ABRAJET – Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo foi realizada com sucesso em Peruíbe, município do Estado São Paulo, situado na Costa da Mata Atlântica, no período de 18 a 21 de Maio de 2017. O evento teve o literal apoio da Prefeitura de Períube, através do ínclito prefeito Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira, empresário de sucesso, naquela região, foi presidida pela jornalista Miriam Petrone, presidente da Abrajet Nacional, Abrajet São Paulo, e do Fórum Latinoamericano de Periodistas de Turismo. Os jornalistas ficaram hospedados no aconchegante Peruíbe Suite Flat Hotel – www.peruibesuiteflathotel.com.br – (Rua Barão de Mauá, 330, Centro) do casal hoteleiro Eduardo Radenas/Regina Radenas, onde se realizaram as reuniões do Conselho Nacional da Abrajet. O prefeito Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira este “in loco”, dando as boas vindas aos jornalistas, e posteriormente falando do seu município, e principalmente do forte destino turístico. O hospitaleiro Eduardo Monteiro Ribas, Secretário de Turismo de Peruíbe, além de grande cicerone, esteve presente durante nossa salutar estada nos prados peruíbenses, participando das reuniões da Abrajet (no jantar de despedida realizado no sofisticado Restaurante Pão de Maçã News) Ribas apresentou a sua bela “wife” Mônica; Mais >

ROTEIRO TURÍSTICO

1. Praia do Uma – Jureia, fica localizada no interior da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Barra do Uma (Mosaico de Jureia Itatins). É um local onde há séculos são mantidas as carac terísticas naturais de uma vila de pescadores. Possui praia e rio de excelentes qualidades, e trilha por costões rochosos, conduzindo a uma vista espetacular do oceano e à praia do Caramborê. 2. Praias, sol e a exuberante natureza. Em Peruíbe estão as belas praias de Desertinha, Guarau, Centro, que embelezam o litoral paulista, e todas de fácil acesso. 3. Os encantos e os mistérios das Cachoeiras da Gruta, do Rio do Outro, das Antas e do Paraíba, a pureza das suas águas e os mistérios e encantos da Mata Atlântica, excitam os deslumbrados turistas. 4. A historia cultura de Peruíbe começa lá pelos idos de 1531. Lá estão as comunidades indígenas buscando o resgate da sua cultura milenar. Ruinas das primeiras igrejas edificadas no Brasil, e vestígios da ação das catequeses praticadas pelos Jesuítas e os passos do Santo Padre José de Anchieta. 5. A Lama Negra de Peruíbe é um produto natural formado há milhares de séculos, contendo propriedades terapêutica e medicinais e reconhecidas por pesquisas Mais >

Alegria minha gente a Paraíba é um só arraial

Contam os mais antigos, que junho é o mês da fartura, o mês da colheita do milho, do feijão verde, da fava. É também o mês de engorda dos bichos do terreiro: as galinhas, os porcos e cabritos são sevados, mês de mesa farta. Com a safra garantida, nada mais justo que agradecer aos padroeiros. Foi então, em agradecimento a essa dádiva, que criaram uma data comemorativa em louvor aos padroeiros: São João e São Pedro. E porque não ao santo casamenteiro Santo Antônio? Por falar em santo casamenteiro, é nesse período que surgem as Simpatias, rituais em favor das amarrações amorosas. Jovens casais juntam alianças, pingam vela na água para ver o nome do pretenso noivo e até para reatar o namoro ou casamento. Assim foram criadas as datas: o dia 12 de junho, dia de Santo Antônio, 24 de junho, o dia de São João, e 30 de junho, São Pedro. Os agricultores começaram os rituais reunindo a vizinhança, todos moradores do campo e com a mesma motivação, eufóricos com a abundância, “ vamos fazer um arraial”. Juntaram-se e iniciaram os preparativos, enfeitaram o local da festa com bandeirolas, fizeram uma grande fogueira e avisavam a vizinhança que Mais >

Paraíba vira forró!

Tem fogueira, tem comida típica, tem forró e tem muito mais: artesanato, palhoças para o arrasta-pé, forrozeiros e muita alegria. É a época da colheita do milho que vai para mesa, transformado em pratos deliciosos, como a pamonha, canjica, cuscuz, bolo de milho, mungunzá, etc. Em João Pessoa, pessoensses e turistas, aproveitam a época para assistir o tradicional Festival de Quadrilhas, que segue animando a capital que oferece ainda dezenas de shows nacionais e com artistas da terra, agitando o centro da cidade. Todos os grandes e pequenos municípios comemoram os festejos juninos, porém alguns municípios merecem destaque por serem mais procurados pelos festeiros, justamente por serem festas com grande programação, a exemplo de Campina Grande, Bananeiras, Solânea, Patos, Itaporanga e Catolé do Rocha. Além de alegrar o povo da região, as festas representam muito para a economia local, pois muitos turistas chegam nesse período. Hotéis, comércios, principalmente restaurantes, postos de gasolina, locadora de carros, taxistas, todos saem ganhando. Apesar da crise financeira ter afetado todos os estados brasileiros, as prefeituras nordestinas se esforçam para não acabar com uma das mais tradicionais festas do nosso calendário, apreciadas por turistas do mundo todo. Do Litoral ao Sertão, o Estado comemora sua Mais >

O Maior São João do Mundo é em Campina Grande

“Grande festa nordestina Forró a cada segundo Vamos fazer em Campina O maior São João do Mundo” (Ronaldo Cunha Lima)

O maior festejo junino do planeta está completando 34 anos, o ‘Maior São João do Mundo’ é realizado durante 31 dias e transforma a cidade de Campina Grande, no interior da Paraíba, em um dos maiores destinos turísticos de todo o Norte-Nordeste. No dia 02 de junho aconteceu a abertura do evento no palco principal do Parque do Povo com o tradicional e bonito show pirotécnico ao som de “olha pro céu meu amor, vê como ele está lindo, olha práquele balão multicor, como no céu vai sumindo” cantado pelo campina-grandense Biliu de Campina acompanhado pelos “3 do Nordeste”. A música “Olha pro céu” foi composta por Luiz Gonzaga e se tornou um hino para o São João de Campina. Daí em diante a cidade vira um grande arraial e o clima junino toma conta de todos os espaços, todo o comércio é ornamentado (existe inclusive uma premiação para a loja que fica mais bonita), hospitais, prédios, shoppings, espaços públicos e ruas que são tomadas por bandeirolas e balões coloridos, tudo isso para comemorar a festejo de São João.

Como tudo começou Mais >

Vista curta da Administração Municipal

Fazendo um passeio nos pontos turísticos da cidade, o turista observa que não há seriedade administrativa e sim, falta de respeito. O desprezo aos monumentos históricos cultural da cidade é comentado por todos que nos visitam e ainda criticam o abandono, principalmente por João Pessoa ser uma cidade com 431 anos de História, e de uma beleza ímpar da natureza e na arquitetura. Vários maus exemplos podemos pontuar: O IHGP – Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba, na Rua Barão do Abiaí, 64, com um acervo de obras, livros, jornais e manuscritos, documentário histórico dos acontecimentos políticos da Paraíba, por incrível que pareça, está fechado por conta do atraso de pagamento do Governo do Estado. Valiosas obras de arte estão sumindo, e encobertas pela fuligem dos carros, sem a devida manutenção. Prédio histórico secular como a Casa da Pólvora, por estar abandonada, os vândalos estão saqueando. O casario, que faz parte de nosso acervo, as principais ruas as fachadas das casas estão encobertas na parte de cima dos prédios as enormes placas e nas calçadas, pelos ambulantes, que além de obstruírem a passarela, sujam todo logradouro público. Outro grande problema são os usuários de droga que se abastecem para o Mais >

Relembrando os anos 1964 a 1985 – Período de Grande progresso

O turista ao chegar, ficava encantado com tudo e percebia a segurança que reinava

Os brasileiros, nascidos após os anos de 1964 a 1985, só conhecem o período em que o Brasil foi governado por militares, de maneira meramente pejorativa, manipulação política com a intenção apenas de macular. Falam sobre crimes e eu confirmo: sim, durante os vinte anos morreu talvez 1% do que morre hoje por mês. Por isso, gostaria de esclarecer aos mais jovens, um rápido histórico daquele período de desenvolvimento, paz e tranquilidade, Dou início a esta retrospectiva, enfatizando primeiro que na época, o Brasil começou a se preparar para o Turismo. O país também iniciou um trabalho pensando no brasileiro. Empregou 13 milhões de pessoas no comércio e na indústria, e nenhuma bolsa família. A Petrobras, que hoje é uma das sedes da corrupção, naquele período, os generais trabalharam com objetivo de aumentar a produção. O resultado foi positivo, aumentando a produção que ao receber era de 75 mil barris/dia de petróleo, passando para nada menos de 750 mil barris diários. Destinaram ações para todos os lados: Criou a Eletrobrás, a Nuclebrás, a Embraer, a Telebrás, implantou o Programa Nuclear Embrapa. Sempre visando o desenvolvimento da nação, Mais >

Lago da Titicaca

Olá galera: Ao falar em turismo, não podemos deixar de mostrar a América do Sul. Existe um projeto “Inst 360” em 365 dias, edição 91” irá a um dos lugares mais curiosos que já visitei: o Lago Titicaca e sua ilha artificial. O Lago fica entre o Peru e a Bolívia. Nossa aventura começou ao atravessar de um lugar para outro, pois tínhamos o risco de ficarmos presos na fronteira, por conta de um forte protesto do povo boliviano. Enfim, conversei com a turma e arriscamos. Graças a Deus, tudo na paz e como valeu a pena. O lugar é lindo e principalmente curioso. O lago é navegável: é o mais alto do mundo e tem uma ilha artificial feita de “capim”. Essa matéria prima serve para criar várias outras coisas: barcos, casas, roupas e artesanato local. Fiquei encantado com tanta criatividade! Quando ir: evite o período chuvoso (verão austral: Dez a março). Como ir: contrate um dos agentes da #muranoturismo e aproveite para explorar a região. Comece com Lima, capital do Peru, passe por Machu Picchu e estique até a Bolívia (7 a 10 dias será o suficiente).

Festival JPA adesão supera a cada ano

A 7ª edição do Festival JPA já apresenta números expressivos. Mais de 90% do espaço físico da feira já está vendido ou reservado, demonstrando um aumento nas vendas comparado ao mesmo período em 2016. Na opinião dos diretores do evento, Claudio J S Junior e Bruno Mesquita, esse resultado indica que a feira, que acontecerá em menos de seis meses, terá notoriamente um maior fluxo de negócios nesta edição. Segundo pesquisa feita pela organização do evento, no ano passado, 95,22% dos expositores afirmaram que a participação no Festival foi positiva, o que justifica o número de contratos já renovados. O Festival JPA traz mais de 207 estandes e 3,5 mil profissionais do turismo visitantes, em dois dias de feira. O evento é exclusivo para profissionais da área e as inscrições já estão abertas no site: www.festivaljpa.com.br