2013 vs 2014

janeiro 15, 2014

Finda o 2013 e chaga o 2014 – vai-se o ano velho e chega o novo.
Em linhas, vou tentar passar um sucinto relatório dos fatos ocorridos e as expectativas do vindouro ano.

 

A esperança maior brotava na população vinda das promessas da última eleição. Assumiram em janeiro, alguns para seu primeiro mandato, outros foram reeleitos. No município de Conde, os empresários e a população ainda esperam por benefícios, como a pavimentação da Avenida Beira Mar, por exemplo, importante para o turismo, por concentrar a maioria dos hotéis (infelizmente não foi feita). Cabedelo, município de população pequena com grande fonte de arrecadação tributária e grandes atrativos, continua na mesma situação, ou seja, sem nenhum investimento. Nem o projeto da praia do Jacaré principal atrativo, saiu do papel. Quem salvou Cabedelo foi a intervenção do governo, no bairro do Bessa com a urbanização iniciada em 2008 e quase todo concluída. Ou seja, a população não tem muito a comemorar. Consciente de sua incapacidade de administrar, Luceninha come é chamado renuncia em meado de novembro e a vacância é ocupada pelo vice, Wellington Viana França ( Leto). Guarabira, não se houve falar, apesar de ter o turismo religioso forte, bons hotéis, continua ausente até nos importantes eventos promovedores do turismo. Bananeiras, o prefeito recebeu a cidade preparada para o turista com Hotéis, Museu, Centro de Convenções e Limpeza. Uma alteração na topografia, resultado da autorizando da construção de um Shopping vai transformar a beleza natural do lugar. Um Shopping é importantíssimo para a cidade mais, deve ter um local apropriado para sua construção.
Ingá, o Prefeito Manoel da Lenha surpreendeu; várias atividades sociais e de entretenimento marcaram o ano: Cavalgada, Festa da Padroeira, Participação nos canais de Televisão do Programa de Aventura, com Richard. Tanto o Prefeito Manoel quanto o Secretário de Turismo, Walter Góes do Blog vavadaluz.com.br, estão dando exemplo de administração eficiente. Em Solânea o atuante Prefeito Beto Brasil, logo ao assumir elaborou o calendário anual de eventos. Os festejos juninos voltaram à tona, sem o super faturamento da administração anterior. A cidade nesse período, fica repleta de caras novas.
Sem novidades também estão os municípios de Campina Grande e Areia. Campina manteve as festas tradicionais no período junino, criação do saudoso Ronaldo Cunha Lima em 1983, Feira de Artesanato e com certeza deve ter mais novidades, mas a Secretária de Turismo que depende do Secretário de Comunicação não nos mantém informados dos acontecimentos. Areia, cidade tombada pelo patrimônio Histórico Nacional, não tem a preocupação de divulgar nem participar, impedindo assim o desenvolvimento turístico.
No turismo de João Pessoa, não podemos deixar de mencionar os empresários da hotelaria. São eles, os reais desbravadores do turismo, sempre presentes nos eventos promovendo a cidade nas Feiras, Rodoshow, ou em negociações com operadoras. O trabalho deles se reflete na boa ocupação durante o ano, quando turistas e paraibanos se misturam nas praias ou centro histórico, nos finais de tarde admirando o encanto do por do sol em Jacaré, por exemplo.
O Festival de Turismo que acontece em setembro e vai para a quarta versão em 2014, foi o evento de maior significado econômico para o Estado. Os resultados são positivos em todos os aspectos e o aumento gradual de participantes, demonstra o interesse do mundo pela região Nordeste, particularmente a Paraíba.
O que se tem observado é a invasão de ambulantes no Centro da Cidade, tornando o ambiente feio e sujo. A aplicação de calçamento das ruas do bairro Jardim Cidade Universitária, foi paralisado a cerca de um ano com a promessa de reiniciar, mas, por enquanto nada.

2013

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.