HOTEL INTERNACIONAL DOS REIS MAGO, O TRISTE FIM DE UMA BELA HISTÓRIA TURÍSTICA E SOCIAL

fevereiro 16, 2020

O Hotel Internacional dos Reis Magos foi um hotel localizado na Praia do Meio, em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Foi inaugurado em 7 de setembro de 1965, ao som da Orquestra de Frevos de Nelson Ferreira. Foi considerado um símbolo do turismo potiguar, já que foi o primeiro empreendimento turístico de alto padrão do estado
O hotel foi construído por iniciativa do saudoso governador Aluísio Alves que, para isto, contou com recursos da Aliança para o Progresso, do Banco Internacional de Desenvolvimento e do Governo Federal, através da ação da Sudene.
Inicialmente administrado pela Emproturn, de responsabilidade do Governo do RN, posteriormente, durante 15 anos, o Hotel dos Reis Magos foi arrendado à rede Tropical Hotéis, empresa que pertenceu à Varig. Em 1978 apos leilão e oferta pública, o hotel foi adquirido pelo grupo Hotéis Pernambuco e administrado apos uma reforma na época. Em 1989 foi arrendado a rede Othon sendo entregue ao arrendatário Carlos Alberto,em 1995, só sendo retomado em 2002. Apos esse período de quase 10 anos sem reinvestimentos ou obras de conservação, o grupo proprietário decidiu fecha-lo (abandonou, e o hotel virou um pardieiro, um lixo turístico preferido pelos marginais) até a resolução de todas as pendencias tributárias deixadas pelas administrações anteriores.
Durante a administração dos anos 80 , o hotel viveu seu auge mas já sem a fachada ou numero de leitos originalmente previsto. Houve projetos de revitalização ao longo dos anos (desde o reinicio dos contatos e acertos em 2006) porém com a ameaça de tombamento o grupo proprietário manteve-se em compasso de espera até a definição do destino da área pelo poder público. O Hotel Internacional dos Reis Magos foi literalmente demolido. Triste fim deuma bela história que colocou Natal na rota internacional do turismo. Enquanto isso, o Hotel Tambau, da mesma época do Hotel Internacional dos Reis Magos, continua firme e forte na capital paraibana que se consolida no contexto do turismo brasileiro e internacional.
Sua revitalização era vista como grande impulso ao desenvolvimento turístico da Praia do Meio. Em 31 de Janeiro de 2017 o Ministerio Publico Federal foi favoravel a demolição do Hotel.

FIART: INSPIRAÇÃO E ARTE, NEGÓCIOS E TRADIÇÃO

Na sexta-feira (24/janeiro) foi aberta com sucesso no Centro de Convenções de Natal a 25ª edição da Feira Internacional de Artesanato – FIART. Este ano, o diferencial da tradicional mostra de artesanato está na programação cultural, onde dás 16h às 22h os visitantes podem contemplar o artesanato local e internacional, além da cultura e da gastronomia nos espaços reservados para apresentações e entretenimento. A governadora Fátima Bezerra e o prefeito Álvaro Dias participaram da pomposa solenidade de abertura oficial, ao lado do empresário Neiwaldo Guedes Lucena, fundador da FIART. A 25ª Feira Internacional de Artesanato – Fiart está sendo realizada no Centro de Convenções de Natal.
“Evento importante para divulgar e incentivar, de todas as formas, a arte e a cultura de Natal e do Rio Grande do Norte. A prefeitura, que é parceira da Feira, tem realizado investimentos importantes na área da cultura e do turismo. Além de promover nossos artesãos, promovemos também os talentosos grafiteiros que temos na cidade. O Beco da Lama foi revitalizado e dado a eles a oportunidade de expor seus talentos. A FIART é a oportunidade dos artesãos trazerem seus produtos e desenvolver seu comércio, a sua atividade. Nós da prefeitura fazemos o possível para isso acontecer”, disse o prefeito.
A secretária Andréa Dias afirmou que a prefeitura do Natal está resgatando o artesanato local nesta edição da FIART. “São 46 artesãos mostrando o que Natal faz no seu artesanato. A Feira do Artesanato de Mirassol atualmente trabalha e articula quase 200 artesãos fomentando negócios destinados a micros e as pequenas empresas da economia criativa. E este ano, vamos aumentar a estrutura para ampliar o número de artesãos”.
Dona Maria de Lourdes, 86 anos, rendeira, revelou estar satisfeita em poder estar mostrando seus trabalhos. “É muito importante estarmos aqui porque a gente se sente valorizado. Fazendo isso, eles dão valor ao nosso trabalho, uma arte que aprendi aos sete anos de idade”, disse.
Com o tema “Inspiração e Arte, Negócios e Tradição”, o evento segue até o dia 02 de fevereiro, com uma programação extensa e com muitas novidades, além dos artesãos potiguares, expositores de outros estados e países. A FIART é composta por mais de 380 estandes, com expectativa de público de mais de 50 mil visitantes durante os dez dias de evento. A expectativa é que as vendas superem os R$ 7 milhões de 2019. A Feira está entre as quatro maiores do segmento no Brasil.

Governadora Fátima Bezerra, apoio a Fiart

FIART tem como patrocinadores e parceiros o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Sebrae/RN e Prefeitura de Natal. Toda a programação cultural será realizada com o incentivo da Lei Municipal Djalma Maranhão, com patrocínio da Unimed Natal e Luck Receptivo. Organização Espacial Eventos.
A programação cultural é bastante diversificada e com as mostras folclóricas, seminários, cortejos, oficinas, shows, além de outras novidades. A gastronomia também terá um espaço diferenciado, com muitas degustações e até uma cervejaria. Destaque para os queijos produzidos artesanalmente e vindos da região seridoense Potiguar, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A FIART projeta o Rio Grande do Norte na mídia internacional. Saiba mais através do site: feirafiart.com.br.

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA

Além de servir como um espaço para o entretenimento e compras para turistas e visitantes locais, a FIART gera emprego e renda, movimentando a economia em plena temporada de verão. O ingresso custa R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (meia). O artesanato local tem espaço dividido com a arte de países como: Colômbia, Dubai, Paquistão, Quênia, Senegal, Egito, Coréia, Indonésia, Japão, Tailândia e Peru

MARCELO NA PALESTRA DE ROGÉRIO SOBRE REFORMAS CONSTITUCIONAIS

O presidente do Sistema Fecomércio Rio Grande do Norte, Marcelo Queiroz, prestigiou, na manhã de quarta-feira (29/1), no auditório da Federação das Indústrias do RN, da palestra “As Reformas que estão mudando o Brasil”, proferida pelo secretário especial da Previdência e do Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.
O evento foi organizado pelas Federações do Comércio (Fecomércio), da Indústria (Fiern), da Agricultura (Faern) e dos Transportes (Fetronor), para um público de cerca de 300 pessoas, e contou com a presença de diversas autoridades políticas e empresariais, como o prefeito de Natal, Álvaro Dias; o deputado federal, Benes Leocádio; o presidente da Femurn, José Leonardo Casimiro; o ex-senador Garibaldi Alves Filho; além de prefeitos do Rio Grande do Norte.
Abrindo a programação, foi prestada homenagem ao ex-prefeito de Natal, Marcos César Formiga Ramos, que faleceu no último domingo (26.01). Formiga ocupava o cargo de assessor da Fiern; foi professor universitário e ex-deputado federal.
“Debatemos aqui que as reformas necessárias para que o país retome o rumo do desenvolvimento, como aconteceu com a Previdência, deve se repetir para as reformas Tributária, Administrativa e Política. É preciso reorganizar o país, fazê-lo caber nos custos que a sociedade consegue pagar e tornar, definitivamente, os valores e os conceitos como a ética, transparência, produtividade, retidão e trabalho em pontos palpáveis e indissociáveis do nosso dia a dia”, afirmou o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

Liszt Madruga

Jornalista e Presidente da ABRAJET – RN

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.