Prende o ladrão! Solta o ladrão! Prende o ladrão…

abril 4, 2019

A quem, você apelaria para punir um marginal? Pois é, seria a decisão de todo mundo se não fosse a conduta de várias “AUTORIDADES”. No Brasil, a dita justiça está dividida entre a justiça do bem e a do mal. A do bem vem trabalhando ostensivamente na captura de bandidos. Descobriu-se que políticos e demais poderes formam uma organização criminosa, defendendo os que deram prejuízo de trilhões à nação. Resultado: em três anos foram condenados mais de 120 criminosos. O andamento das investigações é parte da faxina feita por promotores. Se a justiça do mal não interferisse, o Brasil estaria com novo conceito moral. Mas o Ministério Público está enxugando gelo, pois com o apoio da Policia Federal captam provas, prendem um grande número de envolvidos em corrupção, mas só Gilmar Mendes soltou 37 dos investigados, comprovadamente ladrões.
Agora surgiu o caso do ex-presidente Michel Temer, Moreira Franco o Coronel Lima e esposas, todos presos com as provas criminais robustas. Segundo relatório apresentado na imprensa o ex-presidente Temer vem praticando roubo há 40 anos. Aí, aparece o Desembargador Ivan Athié, da Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, e manda soltar os presos.
Esse Desembargador Ivan Athié, é o mesmo que foi investigado em uma ação penal, acusado de ter cometido os crimes de formação de quadrilha e estelionato, quando juiz no Espírito Santo. Mas, as benesses do corporativismo inocentaram-no, dando mais um prejuízo para o país.

História da economia Brasileira

O que gera a economia de uma nação? A indústria, o comercio, as empresas privadas! Certo? Vamos voltar aos anos 60: Em tempos passados, a família preparava o futuro dos seus dependentes educando, ensinando-os a ter ética e respeito. O patrimônio era construído com muito esforço ao longo do tempo. Fazia-se base financeira trabalhando, empregando e pagando os tributos exigidos, que outrora era mais bem aplicado. Assim, o Brasil chegou a ser a oitava economia no mundo.
Infelizmente, com o passar do tempo, os pilantras descobriram a facilidade do enriquecimento fácil na politicagem e partiram para formação de quadrilha. Qual a sua profissão? “A política”. A partir do ano de 1985 muita coisa mudou, a politicagem rasteira assumiu o comando nacional. A mudança foi grande, e para fazer parte do esquema, bastava ser pilantra, porque os delinquentes sabiam do bom e lucrativo negócio, e foram agregando toda a família no grande negócio, para lá de lucrativo. Mas nem tudo está perdido. As redes sociais estão trabalhando para dar outro rumo ao país.
No dia 26 de março, governadores foram a Brasília pedir verba. Será que está na hora de liberar? Não seria mais conveniente aguardar o término do trabalho que o Ministério Público e Policia Federal estão fazendo? Na Paraíba, calcula-se mais de um bilhão de desvios de verba pública. Acreditamos que a capital também receba a fiscalização. O prefeito já conta com um processo do período da reforma da Lagoa e é preciso averiguar as demais obras por ele construída.
E nos outros estados? É do conhecimento de toda população, que o Brasil sofreu com os últimos administradores corruptos com desvios de trilhões. Como vemos o Brasil é economicamente viável. Basta de tanto roubo.

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.