RORAIMA está sobre o domínio internacional

março 5, 2019

As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR), não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui. Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros, até pessoas com um mínimo de instrução.
Para começar, o mais difícil de encontrar por aqui é um roraimense. Para falar a verdade, acho que a proporção é de um roraimense para cada 10 pessoas. Há gaúchos, cariocas, cearenses, amazonenses, piauienses, maranhenses, etc. Portanto, falta identidade com a terra.
Aqui, não existem muitos meios de sobrevivência. Ou a pessoa é funcionária pública (e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura, é claro), ou a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo.
Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, e daí descontam-se os rios e as terras improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.
Na única rodovia que existe em direção ao Brasil, que liga Boa Vista a Manaus, dos cerca de 800 km existe um trecho de aproximadamente 200 km de reserva indígena (Waimiri Atroari), por onde não se passa entre 6:00h da manhã e 6:00h da tarde. Nas outras 12 horas, a rodovia é fechada pelos índios com autorização da FUNAI e dos americanos, para que os mesmos não sejam incomodados.
Detalhe: se a pessoa for brasileira não passa. O acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses. Nesses 70% de território indígena, ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.

Opiniões

Na edição de dezembro de nossa Revista, comentamos a falta de divulgação dos eventos do Estado, e recebemos de uma operadora, comentário confirmando o quanto o trade é prejudicado pela omissão na divulgação, e os Estados e Municípios perdem por deixar comemorar um maior fluxo de turista, forte fonte de tributos. O correspondente é paraibano e trabalha em São Paulo, principal Estado emissor de turista para o Nordeste. No comentário, foi citado a Feira de Artesanato, a Festa da Luz, em Guarabira, o Brega Areia, a Festa do Bode Rei, em Cabaceiras, entre outras festas. Mas, para ele, a maior falta de divulgação está nos motivos religiosos: na Procissão da Penha seguida da Barqueata, que acontece em Tambau no mês de novembro, a Festa de Nossa Senhora da Guia, em Lucena. O correspondente cita como exemplo, a maioria dos eventos religiosos que acontecem em outros estados que são valorizados, e tendo como retorno, a participação de milhares de pessoas. Por exemplo: Lavagem do Bonfim, Octouber Fest. Já participei de grandes feiras onde a Paraíba era destaque tanto no tamanho do estande quanto no material distribuído e na participação de profissionais encarregados de mostrar o nosso potencial. Foi no Congresso da ABAV, em 2004, que a praia de Tambaba foi apresentada aos agentes e operadoras, como a primeira praia de naturismo nacional e os nossos encantos foram mostrados ao mundo.
O Governo deve ter uma nova visão, da importância do turismo para o estado, visando maior arrecadação e maiores investimentos dos empresários.

Alto Custo e Serviço a Desejar

O sistema conveniado de saúde Unimed não trata o associado com o devido respeito. Cobra caro onde o menor plano não sai menos de 10 mil reais ao ano.
Em boa parte dos serviços oferecidos, o Paciente (isso mesmo haja paciência), enfrenta filas desnecessárias, desrespeitosas. A penitência começa quando o “paciente” tem que se dirigir a sede, no Bairro da Torre, e pedir autorização para ter atendimento ao médico.
Além da mensalidade alta (não se sabe se é de propósito), o boleto para o pagamento só chega após o vencimento, mesmo sendo solicitado o envio via email, e quem resolver esperar, paga os juros. Não podemos negar a disponibilidade de médicos qualificados e boas clínicas conveniadas à Unimed, os únicos motivos para se manter o plano e fugir do sistema de saúde pública.

A incompetência é total

O acidente ocorrido na sede do Flamengo, onde 10 jovens morreram carbonizados, mostra quanto estamos desgovernados. A Prefeitura do Rio de Janeiro sabia dos riscos que o alojamento apresentava. Segundo informações divulgadas nos jornais e sites, a prefeitura multou 30 vezes o Flamengo, mas não fez a interdição, ou seja, a prefeitura tinha o arriscado Ninho do Urubu, apenas como meio para arrecadar dinheiro. É triste acreditar, mas é a pura verdade!
O acidente em Brumadinho é outro absurdo administrativo, tanto pelo governo, como pela empresa responsável pela tragédia: A Vale. O caso de Brumadinho é apenas um Repley do caso de Mariana, onde toda direção da empresa e omissão do governo sabiam dos riscos. O interesse mais uma vez está no poder econômico. Parar as atividades em qualquer momento significa perda de lucro, e entre perda de lucro e de vidas, os poderosos preferem a perda de vidas. O presidente da Vale falou que a empresa é uma joia brasileira e que a Vale não pode ser responsabilizada pelo “acidente”.

Salvador Comemora Alta no Turismo

No ano de 2018, Salvador preparou uma agenda cheia de turistas para garantir uma ocupação hoteleira recheada em 2019. Grandes parcerias, com operadoras e companhias aéreas, faziam parte desse projeto. A previsão é que mais de 3.500 argentinos irão saborear os acarajés, vatapás e as moquecas baianas.
Aos agentes, último aviso! A Air Europa está no último mês para quem emitir UX para quem pretende participar da campanha: “Festival de prêmios Air Europa” Não fique fora dessa!

Na luta contra a máfia da autoescola

O Brasil é descaradamente o país da América do Sul, que cobra valores exorbitantes para quem pretende tirar a carteira de habilitação. Vejam os valores convertidos em real: no Chile, o Salário mínimo é R$ 1.200,00, e a autoescola cobra R$ 170,00; na Argentina, o Salário mínimo é R$ 1.363,00, e para ter habilitação o interessado paga R$ 72,00; no Paraguai, a habilitação sai por R$ 43,00, enquanto o salário mínimo é de R$ 1.184,00. NO BRASIL, O SALARIO MÍNIMO É DE R$ 998,00, E O INTERESSADO PELA CARTEIRA BANCA UMA AUTOESCOLA POR R$ 2.000,00.
Faz tempo que existe essa obrigação, mas observem a qualidade de motoristas que temos. Vão aí algumas barbaridades muito comuns no trânsito brasileiro: estacionamento em fila dupla, ultrapassagem indevida, falta de respeito às faixas de pedestres, parada em cruzamento, invasão da preferencial de ciclovia, estacionamento em calçada. Com um pouco de atenção podemos observar que os instrutores ensinam apenas a conduzir o veículo, mas não orientam a sinalizar, que a faixa esquerda é para velocidade superior e a da direita é mais lenta, e outras orientações que antes eram dadas por pais ou familiares sem necessidade de autoescolas.

Recife – Novos Voos

Recife conta agora com voo diário desde o dia 04 de fevereiro de 2019. O trecho é Recife-Vitória. Os empresários fizeram a Paraíba forte no turismo, já os governos continuam sacrificando o nosso destino sem melhoria na malha aérea nem no Aeroporto.

Ceará

O Governador do Estado do Ceara é do PT. Isso explica a atual situação da insegurança no Estado. Ele mal entrou e já forçou o cearense a pensar no seu impeachmant.

Selo de Qualidade

Fora do lar, hospedagem e eventos. As empresas do segmento de alimentação, dos Municípios Turísticos do Ceará, foram homenageadas com o Selo de Qualidade em Serviços. Foram agraciadas 140 empresas que tiveram destaque de excelência no atendimento e na prestação de serviços.

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.