V A M O S A G U A R D A R

dezembro 4, 2018

Detalhe da praia de Manaíra

Vejo como um fato auspicioso para o turismo pessoense a integração recente entre o Ministério Público Estadual, a CAGEPA e os governos Estadual e Municipal, reunidos conjuntamente para resolverem o problema da poluição de nossas principais praias: Manaíra, Tambaú e Cabo Branco.

Vamos aguardar, pois estipularam um prazo de seis meses (se não me engano), dando-lhes um crédito de confiança para a solução de uma situação que perdura há algumas décadas. Num verdadeiro jogo de empurra até então, entre os poderes públicos, a despoluição dessas nossas belas praias, vinha se arrastando estranhamente.
E, isso não é nada agradável, tanto para os pessoenses de um modo geral e os moradores desses bairros praianos, como para os milhares de turistas que por aqui chegam a cada ano e vêem placas assinalando que as praias de Manaíra, Tambaú e Cabo Branco estão informando “impróprias para banho”.
Deve ser uma frustração “de lascar” (como se diz por aqui) para esses turistas que em sua expressiva maioria adoram sol e mar. Para os pessoenses então, nem falar. Lastimo ver nos finais de semana muita gente nessas praias, famílias inteiras, grupos de amigos e amigas, tomando banho de sol e de mar, nas águas morna do nosso Atlântico Sul. Não sei se ignoram que estão poluídas ou decidem usufruí-las assim mesmo.
Entretanto, agora parece haver uma luz no fim do túnel, para solucionar esse lamentável problema. Sei que vão mexer com muita gente, com prestígio e com meios de procurar dar um “jeitinho” de não perderem a maneira de como tem se livrado até agora de jogarem seus dejetos, lixos e águas poluídas nessas praias.
Todavia, como desta vez resolveram realizar uma ação integrada desses poderes públicos, creio que poderão finalmente acabar com essa degradação ambiental nas citadas praias. A população agradece os turistas também e a natureza se regojizará em voltar a ser um elemento positivo para a melhoria da qualidade de vida nessas áreas.
Para mim, isso é maravilhoso! E me faz relembrar que conheci e usufruí dessas praias constantemente, na minha infância e juventude há décadas passadas, todas elas sem poluição e com suas belezas e peculiaridades naturais, que nos deixavam deslumbrados do nascer ao pôr do sol. Por isso, repito, vamos aguardar, pois sonhar é preciso.

 

 

 

Ivan Y Plá Trevas

 Jornalista

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.