CONHEÇA SÃO PAULO

fevereiro 14, 2018
Parque Ecológico do Tietê, diversão para todas as idades

PARQUE ECOLÓGICO DO TIETÊ – (NÚCLEO ENGENHEIRO GOULART) É considerado uma das maiores áreas de proteção ambiental do Estado. Localiza-se às margens da Rodovia Ayrton Senna, tem o objetivo principal de preservação da Várzea do Rio Tietê e funciona como um grande laboratório de educação ambiental. Além de áreas de esportes e lazer, podem ainda ser visitados o Centro Cultural, o Museu do Tietê e a Biblioteca. Rua Guirá Acangatara, 70 – Engenheiro Goulart.

REGIÃO LESTE
Principal saída da cidade para o Vale do Paraíba e Rio de Janeiro, a mais populosa região da Capital ainda é pouco conhecida pelos turistas e pode revelar boas surpresas.
A Capela de São Miguel Arcanjo, o Centro Histórico da Penha, o Museu da Migração e agora a moderna arena do SC Corinthians Paulista. Entre os parques mais visitados da região, está o Parque do Carmo. A região também proporciona boas compras no bairro do Canindé e na feirinha da Rua São Caetano.
PARQUE DO CARMO – (OLAVO EGYDIO SETÚBAL) – O Parque do Carmo é uma das maiores porções de área verde da zona Leste e com excelente infraestrura. Possui 242 espécies de flora, das quais nove estão ameaçadas de extinção, entre elas copaíba, pau-brasil e samambaiaçus, e 135 espécies de fauna. A área era uma antiga fazenda e para a criação do parque, foram mantidos o prédio em estilo colonial, lagos e a área ajardinada. Lá está o Bosque das Cerejeiras e monumentos em homenagem à imigração japonesa. Fica na Av. Afonso de Sampaio e Sousa, 951 – Itaquera.
MUSEU DA IMIGRAÇÃO – Entre 1887 e 1978, funcionou neste prédio a Hospedaria dos Imigrantes – principal local de abrigo para os imigrantes recém-chegados ao Brasil pelo Porto de Santos, grande parte para trabalhar na produção cafeeira. A hospedaria acolheu mais de 2,5 milhões de pessoas de mais de 70 nacionalidades, Serviços

 

como assistência médica, encaminhamento para colocação profissional, lavanderia, posto policial e serviços postais e telegráficos estavam disponíveis no local. O último grupo recebido em 1978 foi de imigrantes coreanos. Hoje abriga o Museu da Imigração, uma instituição cultural voltada à compreensão e reflexão do processo migratório das pessoas que ajudaram a construir São Paulo e o Brasil. Fica na Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca.
CAPELA DE SÃO MIGUEL ARCANJO – Marco da colonização em São Paulo, de grande relevância histórica. Erguida no que era o então aldeamento de São Miguel de Ururai, administrado pelos jesuítas, é considerado o mais antigo templo religioso da cidade: a construção atual data de 1622, mas há referências a uma versão anterior entre 1580 e1584. Feita com mãos de obra de índios guaianases, sua estrutura é em taipa de pilão. Um programa educativo conta mais sobre a história da capela e do bairro. Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, 10 – São Miguel Paulista.

Arena Corinthians, trouxe muito progresso para a Zona Leste da Capital

 

ARENA CORINTHIANS – Sonho antigo da maior torcida de futebol de São Paulo, esta moderníssima arena foi inaugurada em maio de 2014 e tem hoje capacidade para mais de 48 mil torcedores. Foi palco de abertura da Copa do Mundo FIFA 2014 e recebeu outras cinco partidas, incluindo uma das semifinais. Seu projeto arquitetônico é premiado e a fachada oeste do estádio e inteiramente coberto pelo maior painel de LED do mundo. Fica na Av. Miguel Ignácio Curi, 111 – Vila Carmosina – Estação Itaquera do Metrô.

 

TEMPLO DE SALOMÃO – Buscando-se Fé ao templo original, todos os seus materiais e objetos foram feitos conforme relatos bíblicos. Só é permitido entrar nele quem vai assistir ao culto, que tem tradução para o inglês, espanhol e hebraico. Porém, assim como a história de cada detalhe, podem ser conhecidos em visitas monitoradas gratuitas. Fica na Avenida Celso Garcia, 605 – Brás.

 

 

Waldir Martinez

Turismo – Notícias & Destinos – mtb: 35.592-SP

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.