O turismo na Paraíba continua em franco crescimento. E para se integrar a essa modalidade econômica, a CBTU em parceria com a ANPtrilhos, apresenta o Metro Mapper Turismo Brasil, um aplicativo de mobilidade urbana que alia o transporte sobre trilhos aos deslocamentos nas cidades e seus pontos turísticos.
No APP você encontra os mapas de trens, metrôs e Veículos Leves sobre Trilhos (VLT) do Brasil e pode traçar as melhores rotas para conhecer os principais pontos turísticos e de negócios das cidades brasileiras que contam com sistemas de transporte urbano sobre trilhos.
Em parceria com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU, o aplicativo está sendo desenvolvido por todos os operadores de sistemas metroferroviários, através da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos).
O aplicativo está disponível nas versões português e inglês, gratuitamente.

 

Congresso Nacional da Abrajet

Aracajú, capital do estado de Sergipe, sediará de 15 a 19 deste mês, o 34º Congresso Nacional da Abrajet,com o objetivo de avaliar, divulgar e exigir melhoria no turismo destro do País. A Abrajet – seccional convidou palestrantes e autoridades com conhecimento na área, para explanar temas relaciondos ao “Turismo e Sustentabilidade”.
Na pauta das reuniões, está a votação próximo congresso da entidade, previsto para 2018, visando discutir sobre as comemorações dos 60 anos da ABRAJET. Outros temas poderão ser adicionados nas discutições.
Dentro da programação, a organização do evento vai apresentar o estado que vai sediar o encontro através de um roteiro e mostrar todas as potencialidades turísticas da região onde estão incluídos o Oceanário, a soltura das tartarugas, o Centro Histórico e os passeios de barco.

 

Coisas de Brasil

O Instituto de Química de São Carlos, descobriu um remédio a base de fosfoetanolamina sintética que resultaram em positivos testes em 800 pacientes que após utilizarem esse medicamento recuperaram a saúde. Cada cápsula custa apenas 20 centavos. Por incrível que pareça está proibida a venda desse remédio, o paciente tem que entrar na justiça para fazer uso do medicamento.

Motivo da proibição
Um tal laboratório, descobriu uma droga que cura o câncer. Valor do medicamento R$ 35 mil reais. Conclusão: Se não bastasse às inúmeras mortes cometidas pelos marginais pela falta de segurança, que além da branda justiça, o governo federal ainda desarmou a população, outras infinidades de mortes nos corredores dos hospitais, o Governo, contribui para o aumento do índice de mortalidade, pela negligência, proibindo a venda desse remédio que cura o câncer.

Crackolandia Tambaú
O turista que vem a João Pessoa se encanta com as belezas naturais incluindo a imensidão da vegetação que deixa a cidade com um clima mais ameno e a ousadia e bom gosto dos empresários que investem pesado em seus negócios. Por outro lado, o vandalismo vem assumindo o comando, e as autoridades estão perdendo o controle. Para preservar a imagem de uma cidade pacata, alguns empresários aconselham ao turista a não andarem desacompanhados em toda orla, e evitar o uso de celular e joias. Os locais mais inseguros são nas proximidades do Bahamas até o mercado do peixe. Nos arredores do prédio da PBTur, se estendendo até o caixote da Prefeitura, onde a Secretaria de Turismo do Município está instalada, tem um ponto de encontro conhecido como a Krakolandia de Tambau, lá, a cachaça o crack e a maconha são comercializados. Por ironia, é o prédio onde funciona um posto policial para atender o turista. O ruim disso tudo é que os empresários com muito esforço trazem o turista a capital, e quando aqui chega encontra essa insegurança.

Abrajet em ação

A atuante Presidente da Abrajet-PB, Messina Palmeira, vem prestando grandes serviços ao turismo paraibano, visando uma melhor projeção da imagem da cidade. Lançou a campanha Limpa Praia, que teve uma repercussão extraordinária, infelizmente, a administração municipal não avalia a importância desse projeto; é tanto que não dá continuidade a medida e lançando campanha educativa.
Agora, com o apoio da superintendência da Infraero, Roberto Araújo, irá colocar banner ou placas indicativas sobre a Ponta do Cabo Branco. O que é lamentável é que mais uma vez, não podemos contar com o apoio do poder público municipal. Fazer nossos atrativos turísticos entrar no roteiro de visitação, é necessário apenas melhorar o acesso, por exemplo, ao Farol do Cabo Branco. O trabalho que a presidente da Abrajet-PB vem fazendo é o de valorizar nossos atrativos, para se ter uma ideia da importância do Ponto Extremo Oriental das Américas, em Portugal o visitante que estiver visitando o Ponto Extremo Ocidental, é bem recebido, tem um guia distribuindo informativos e ao sair recebe um certificado da presença. Enquanto aqui, está proibido o acesso. A prefeitura já foi acionada mais a administração pública faz ouvido de mercador e a barreira aos poucos vai engolindo o lindo cartão postal, e o prefeito nem aí.

Everaldo Ricardo

Jornalista