TURISMO HISTÓRICO

abril 3, 2017

Entre as serras da Bocaina e da Mantiqueira estão alguns dos melhores lugares para descobrir o turismo histórico de São Paulo. As cidades de Arapeí, Areias, Bananal, Cunha, Queluz, Silveiras e São José do Barreiro integram o Circuito Vale Histórico, que nos apresenta entre muitas atrações, palacetes do período cafeeiro, alguns do século XVIII.
O litoral também é permeado por quarteirões históricos tombados, sambaquis, fortes e sítios arqueológicos.
Aqui algumas cidades históricas citadas acima:

AREIAS – Monteiro Lobato foi promotor público, de 1907 a 1911, na cidade de Areias, no mesmo prédio de 1833 onde abrigava a Câmara Municipal, depois a cadeia, e onde hoje está funcionando a Casa da Cultura.
O casario colonial da cidade revela sua pujança no século XIX, sendo um grande destaque. A cidade tem, ainda, a Igreja Matriz

Jornalistas Liszt Madruga, Miriam Petrone, Vereador Preto Aquino, e Rogério Pessoa Diniz (Secretário Turismo de Extremoz)

com construção iniciada em 1792. Seis anos depois foi erguido o Hotel Solar Imperial que em 1822 serviu de pouso para D.Pedro I durante a viagem na qual proclamaria a nossa Independência.

QUELUZ – Começou com uma aldeia que nasceu em torno de uma capela construída por índios e escravos, com estrutura feita em taipa e madeira de lei, tornou-se a cidade de Queluz, em homenagem ao solar onde nasceu D.Pedro I.
O passado deixou importante marcos rural, como as sedes ainda existentes das fazendas do Sertão: São José, Restauração, Bela Aurora, Regato, Cascata e outras.

Jornalistas Liszt Madruga, Miriam Petrone, vereador Preto Aquino (presidiu a Sessão Solene), e Rogério Pessoa Marinho, Secretário Turismo de Extremoz

Queluz é um município de potencial turístico, com sua linda Cachoeira.
Marambaia, sua gruta, o mirante e a famosa Ponte de Queluz. Recebem muitos visitantes, e ainda podem melhorar o seu Centro Cultural Malba Tahan.

BANANAL – Parada obrigatória de tropeiros que circulavam na região para Comercializar, Bananal foi uma das cidades ricas do Ciclo do Café, e com grandes fazendas. A cidade tem patrimônio histórico do século XIX, é agradável e aconchegante, e muita hospitalidade para os turistas.
Com a preservação de seus patrimônios históricos, Bananal oferece passeio pela Praça da Matriz, que reúne a Igreja do Senhor Bom Jesus do Livramento, um charmoso coreto e um chafariz europeu de ferro. Na mesma praça estão o Solar da Matriz, o sobrado Aguiar Vallim, e a Casa do Artesão, com produtos como o típico crochê de barbante.

 

 

 

 

Waldir Martinez

Turismo – Notícias & Destinos – mtb: 35.592-SP

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.