DISTRITO DO TURISMO

dezembro 11, 2016

Uma boa notícia para o turismo paraibano aconteceu com a recente aprovação da Medida Provisória do Poder Executivo estadual (MP 246/2016), pela Assembleia Legislativa, criando o Distrito Industrial do Turismo da Paraíba. 

Isso em virtude de que, há cerca de trinta anos , quando se criou o Projeto Costa do Sol pela administração estadual de então, na área que fica nas imediações da Praia da Penha, em nossa capital, surgiu uma esperança de que se estava dando um passo importante para a implantação de hotéis modernos e outros equipamentos turísticos, os quais contribuiriam bastante para o crescimento acelerado do nosso turismo.
O governo estadual tinha feito a sua parte, implantando efetivamente toda uma infraestrutura para a consecução desse projeto, como a rede de água, de energia, de iluminação ornamental, drenagem e pavimentação das avenidas básicas para concretiza-lo.
E foi mais além, abrindo as ofertas públicas, embasadas na Lei 4895/86, que definiu as empresas vencedoras para a realização dos empreendimentos previstos para a consecução do citado projeto. Todavia, aqueles que ganharam o direito de fazer aqueles equipamentos turísticos não cumpriram com as suas obrigações estipuladas na referida lei, por motivos que não nos cabe aqui analisar. E assim se passaram três décadas, trazendo frustrações para o tão esperado desenvolvimento turístico.
Com a construção e funcionamento a pleno vapor do Centro de Convenções da Paraíba, pelo atual governo, o qual faz parte do agora denominado Polo Turístico Cabo Branco, a gestão atual viu-se obrigada a tomar providencias para que esse polo se torne uma realidade.
Tratou então de agir concretamente para tal, ficando respaldado com a aprovação dessa Medida Provisória, que lhe dá legalidade para adotar as medidas necessárias para esse fim. Pois. Não é possível que uma grande área de tamanha relevância para a nossa indústria do turismo continue sem a sua destinação concretizada.
Com a aprovação dessa Medida que criou o Distrito Industrial do Turismo do Estado da Paraíba, o Poder Executivo estadual foi autorizado a destinar a área do Polo Turístico do Cabo Branco para a CINEP (Companhia de Desenvolvimento da Paraíba).
Isso porque a CINEP é um órgão estadual com condições técnicas e competência comprovada na realização de ações que visam o desenvolvimento de nosso estado. Portanto, tem as prerrogativas básicas para promover as medidas necessárias para atrair investimentos locais, nacionais e internacionais para implantar efetivamente a rede de equipamentos turísticos previstos para aquela região. Vamos aguardar os passos seguintes com esperança e torcer para que não se passe mais trinta anos, para que se implante com eficácia o novo Distrito Industrial do Turismo da Paraíba.

Porto de Galinhas

“Pernambuco Coração do Nordeste” 

A Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco instalou recentemente o segundo letreiro da campanha ‘Pernambuco, Coração do Nordeste’. Dessa vez, o local escolhido para ser o novo cartão postal do Estado foi à praia de Porto de Galinhas, no município de Ipojuca. O letreiro foi instalado na Rua Beijupirá, uma das mais frequentadas da vila. O primeiro equipamento da campanha foi instalado no Cais da Alfândega, em setembro.
“Os letreiros serão os novos cartões-postais que irão reforçar o turismo de Pernambuco. Tivemos um retorno muito positivo no Rio de Janeiro e no espaço de Pernambuco no shopping RioMar e temos certeza que no Litoral Sul não será diferente. Em todos os lugares as pessoas interagem com o equipamento tirando fotos. Nossa ideia é estimular ainda mais a imagem do Estado, principalmente nas redes sociais”, comenta o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras.

Deputados paraibanos que votaram as
medidas contra a corrupção

l Aguinaldo Ribeiro PP Sim
l André Amaral PMDB Sim
l Benjamim Maranhão Solidariedade Sim
l Efraim Filho DEM Sim
l Luiz Couto PT Sim
l Manoel Junior PMDB Sim
l Wellington Roberto PR Sim
l Wilson Filho PTB SIM
l Não concordaram com as medidas
l Pedro Cunha Lima PSDB Não
l Rômulo Gouveia PSD Não

 

Sobre o título: mortes versus emboscada

Li no Jornal Correio da Paraíba dia 24/11/16 uma matéria sobre a nova fonte de renda que os governantes encontraram. No começo comenta “O Brasil vem, ao longo dos últimos anos ampliando e endurecendo sua legislação de trânsito. Com todas essas leis, e esse aparato de filmadoras, será que compensou para minimizar os acidentes? Vamos lá: Na Paraíba, por exemplo, as mortes por acidentes de trânsito aumentaram 126%, no intervalo de 12 anos. Quem leu, observou pelo levantamento feito desse jornalista, que o aumento nada mais é, do que falta de campanha de esclarecimento. Apesar da vultuosa arrecadação os governantes não investem noutra coisa a não ser pardais, “máquinas de fazer dinheiro”. Em resumo, a matéria deixa claro que o interesse é apenas nas multas.

(Opinião de Roberto Cavalcante)

 

IVAN Y PLÁ TREVAS

Jornalista n° 294 DRT/PB ABRAJET

 

 

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.