Romaria de nossa Senhora da Penha

novembro 2, 2016

procissao

Durante o ano, vários eventos religiosos acontecem na Paraíba: em fevereiro, Campina Grande promove o Encontro da Nova Consciência e Movimento de Integração Espírita, em um aglomerado eclético de crenças; nos festejos juninos são comemorados São João, São Pedro e Santo Antônio, e nesse período ficam lado a lado as quermesses e os forrós, e entre eles, as guloseimas à base de milho nutrem a turma; no município de Lucena acontece a 26ª Romaria Guia, evento no mês de outubro, entre as orações no Santuário de Nossa Senhora da Guia e a vaquejada, esta com provável mudança na programação diante da sentença do STF; em Guarabira, na Festa da Luz, o encontro é na colina, onde uma grande imagem de Padre Cícero recebe os romeiros para pagar ou agradecer as promessas.
Incluído ainda no nosso calendário, no último domingo do mês de novembro acontece a procissão de Nossa Senhora da Penha, uma das mais antigas manifestações com mais de meio século. Essa tradicional cerimônia religiosa confirma a vocação de fé do nosso povo. Milhares de romeiros saem em caminhada da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, na Rua das Trincheiras, percorrendo 14 Km até a centenária Capela de Nossa Senhora da Penha.
Segundo a história, a Capela foi construída em 1763 como pagamento de promessa do português Silvio Siqueira que embarcava para Europa, quando nessas águas enfrentou grandes temporais, tendo recorrido proteção a Nossa Senhora da Penha, em troca da construção de uma Capela. Para cumprir a promessa, construiu a ermida, pagando o voto de juramento. A Capela da praia do Aratú, hoje registrada como Praia da Penha, em homenagem a Santa, encontra-se lá de portas abertas.
Desde então, agosto de 1980, o Santuário da Penha faz parte do Roteiro Turístico e Histórico da Paraíba, com o tombamento do IPHAEP.

 

Guet Coelho

Jornalista Profissional

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.