Guerra Banânica é esse o titulo

março 13, 2016

Essa é quente: trata-se de um esclarecimento do Sr. Alamir Longo, justificando a volta de várias mazelas ao longo dos 13 anos de desgoverno. A matéria comenta a encenação da presidente quando diz declarar guerra a um terrível inimigo comum que mede menos de meio centímetro: o Aedes aegypti, que, segundo ela, se trata de um vírus, não de um mosquito como os coxinhas golpistas mal-intencionados andam dizendo por aí. Convocou as Forças Armadas para o combate. “A partir de 13 de fevereiro, a guerra ao Aedes envolverá o maior contingente já mobilizado na história das Forças Armadas: Eles vão à 356 municípios (salve engano, temos 5.570 Municípios os 5.214 estão liberados aos mosquitos). O país vai fincar a bandeira de profilaxia e da saúde na imensidão do território nacional”. Não é de deixar a gente todinho arrepiado de tanto orgulho? Na matéria, Alamir cita outros dados que
demonstram a irresponsabilidade dos últimos 13 anos! A Saúde no país chegou a essa situação caótica em que se encontra, com o retorno de doenças que haviam sido praticamente erradicadas e o descontrole das que vinham sendo sistematicamente controladas. O motivo: uma irresponsável e criminosa quebra de medidas de saúde pública por parte do governo federal, como apontou José Rodrigues Coura, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O país deixou de investir em campanhas sanitaristas de prevenção. As endemias, pandemias e epidemias estão deitando e rolando. Isso é o estado de abandono sanitário que se encontra a saúde pública nesse desgovernado país. De Alamir Longo. O pior é que tudo que está anunciado, somado aos constantes noticiários de corrupção, vem prejudicando o trabalho dos empresários que a todo custo vem erguendo o Brasil como destino turístico.

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.